Um concerto de flauta doce surpreendeu o público do Mutirão da Cidadania do Bairro Novo nesta terça-feira (8/8), no Clube da Gente da região. A performance ficou por conta de 15 dos 62 integrantes do projeto Crianças Flautistas, da Escola Municipal Sady de Sousa, do bairro Sítio Cercado.
Estudantes do 1º ao 4º ano da unidade executaram seis músicas – entre elas Trem de Ferro, Clarão da Lua e Barcarola. O repertório foi definido e ensaiado com a professora Alice Papes de Oliveira, que fundou o projeto há três anos. A garotada estuda o instrumento como atividade da Educação Integral oferecida pela escola. “O projeto é ofertado como oficina e quem quiser, participa. Só que todo mundo quer”, conta Alice, orgulhosa.
Para Analice de Lima Ribeiro, de 8 anos, fazer parte do projeto é tão natural quanto as outras duas coisas que mais gosta. “Gosto de tocar flauta, mas também de brincar e estudar História”, revela. Aplicado, Kauã Anjos de Matto, também de 8 anos, ganhou de presente da mãe uma flauta. Fã da Barcarola, ele revela que já tocou para a família.
A apresentação foi acompanhada pelo diretor da escola, Valdinei Jesus da Rocha, um entusiasta do projeto abraçado por Alice. “A ideia é que todos na escola tenham acesso ao instrumento”, diz ele, que é tratado com respeito pelas crianças. Encerradas as apresentações, cada flauta é cuidadosamente guardada pelos pequenos musicistas em embalagens delicadas, feitas com tecido decorado.
Música, leitura e abelhas
Quem passar pelo Mutirão da Cidadania do Bairro Novo nos próximos dias terá a oportunidade de assistir a outras apresentações musicais executadas por alunos de escolas da Prefeitura.
Nesta quarta-feira (9/8), às 13h30, será a vez do coral Canta e Encanta, da Escola Municipal Colombo. Na quinta-feira (10/8), a partir das 14h30, mais uma apresentação de flauta. Dessa vez, porém, as atrações serão as crianças do projeto Aprendendo com a Música, da Escola Municipal Paulo Freire. As duas unidades também ficam no Sítio Cercado.
O projeto Leitura em Movimento – que oferta gratuitamente livros, revistas e gibis – também está presente no mutirão. Na segunda-feira (7/8), abertura do evento, foram doados 142 exemplares. Até o começo da tarde de terça-feira (8/8), cerca de 60 já haviam sido retirados das estantes. A ação, porém, oferece outras atrações sob a forma de oficinas.
Nesta quarta-feira (9/8), das 13h às 19h, o destaque ficará por conta do Polinizando Curitiba – iniciativa da Prefeitura para repovoar as áreas de mata urbana com abelhas brasileiras. Estão programados momentos de bate-papo sobre o assunto.
Na quinta-feira (10/8) haverá oficina de dobradura; na sexta-feira (11/8), oficina de bijuterias sustentáveis; e no sábado (12/8), para encerrar a programação, oficina de chaveiros de pinhão.
Serviços
Todos os dias os interessados também poderão fazer o cadastro para busca de vagas nas unidades de ensino da região. No primeiro dia do mutirão foram cadastradas 38 crianças em idade de frequentar os centros municipais de Educação Infantil e 24 para escolas.
As atendentes também estão aptas a esclarecer o público sobre Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Exame de Equivalência, além do programa Mama Nenê, de incentivo ao aleitamento materno mesmo depois que os bebês começam a frequentar as creches. Existe até uma poltrona confortável para as mamães que quiserem amamentar seus filhos.